sexta-feira, 9 de maio de 2014

Momento Romance de Banca #8: Sobre Aquele Homem, Sherryl Woods

Daisy Spencer é uma mulher independente que saiu de casa e resolveu morar sozinha e ser professora na pequena cidade onde vive. Porém seu pai sempre achou um absurdo essa ideia de independência para sua família, e depois que Daisy resolve cuidar de um garoto-problema de 10 anos a situação se complica ainda mais.

Trinity Harbor é uma cidade tranquila e muito conservadora comandada pela família Spencer que praticamente fundou o lugar. Daisy nunca gostou da superproteção de seu pai e logo resolveu adquirir sua independência, o que não foi nada fácil. Como toda cidade pequena os boatos chegam com toda velocidade se tornando um telefone sem fio complicando mais a situação dos envolvidos. Quando Daisy resolve cuidar do pequeno Tommy, órfão e brigão, seu pai quase tem um enfarto, porém Walker Ames, tio do garoto viaja para Trinity afim de resolver o destino de seu sobrinho.
O encontro de Daisy e Walker não é nada agradável, ela quer cuidar do garotinho de todo jeito e fará de tudo para tê-lo inclusive enfrentar seu tio que exerce um incrível poder de sedução sobre ela.

A narrativa tem uma carga dramática bem tensa de início, mas como já estou familiarizada com a autora, foi bem fácil para mim a leitura. Ao longo conhecemos os conflitos dos protagonistas, cada um teve seu trauma e tenta conviver com eles da melhor maneira possível e claro que o relacionamento dos dois não vai ser nada fácil. Eu amei a protagonista Daisy, muito doce e gentil, ao mesmo tempo que age como uma leoa para defender quem ama. Ela tem alguns traumas que ainda não cicatrizaram por completo, mas tenta resolvê-los ao longo que ela amadurece.
Walker é um policial de Washington, que não vê a hora de voltar para sua rotina tão confortável, certas atitudes deste personagem me irritaram muito, mas a autora vai trabalhando essas atitudes irritantes e o leitor vai simpatizando com o personagem.
Tommy é um garotinho muito carente e arredio, pois como é órfão a criança se sente rejeitada por qualquer um, e querendo chamar atenção se mete em muita confusão. As cenas deste garoto são bem divertidas e tocantes.

Uma estória meiga, familiar e cheia de romantismo. A Sherryl sempre me cativando com seus romances que me deixam suspirando a cada capítulo.

Quote:
“Tocou os lábios com os dedos. Podia sentir até agora o carinho suave. Não durara mais do que alguns segundos, mas parecera uma eternidade. Ele pareceu tão chocado quanto ela.  Pág.: 61”

2 comentários:

  1. Dany, acho tão legal essa coluna! Tipo, você consegue expor bem como você gosta desse tipo de livro e parece que tem sorte com os livros que escolhe!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gosta da coluna, eu tenho sorte porque geralmente escolho das autoras que mais gosto tipo essa Sherryl Woods é DIVA!!!! rsrsrsrsr No mais acho que tenho sorte mesmo, são poucos os que não gosto. rsrsrsrsrrs

      Excluir