terça-feira, 20 de outubro de 2015

Desafio LE #06: A Ovelha e o Dragão, Renata Martins


Quando o mal se levanta com tudo é melhor estar bem preparado e firme com Deus, para aguentar suas investidas.

Há muito tempo que queria ler este livro e por ser um romance cristão vi a oportunidade de lê-lo neste projeto de ler livros evangélicos. Comprei o livro pela sinopse e não me decepcionei. A Renata Martins, autora do livro, é nordestina e essa é sua primeira obra, na qual viu a necessidade de escrever por algumas experiências que passou e como exemplo para o meio evangélico mesmo. A narrativa é bastante fluida, e se você como eu, já é evangélico há muito tempo, ou nasceu dentro de um lar evangélico vai se identificar e muito com a protagonista da estória. As primeiras 100 páginas passaram pra mim tão rapidamente de tão envolvida na estória, que mal percebi e já tinha finalizado o livro. Confesso que o que me decepcionou na leitura foi a revisão muito mal feita do livro, encontramos erros gramaticas terríveis, pelo menos nesta edição que tenho. Porém não diminuiu minha admiração e amor por esta obra.

Realmente o foco do livro é a batalha espiritual do bem e do mal em suas diversas formas. Cristiano, filho de um satanista da cidade, que tentam de todas as maneiras destruir a igreja santa que o pastor Carlos vem levantando e crescendo com sua pregação. Para tal mal Cristiano é incumbido de seduzir a filha do pastor e se infiltrar na igreja com o proposito de destruir todos da igreja com humilhação e todo tipo de pecado. Porém nem o diabo contava com o amor a primeira vista destes dois jovens. Raquel uma moça criada com todos os padrões cristãos e feita para liderar também a igreja com os jovens, sempre gentil e amável ela conquista o coração do Cristiano, que eu até então achava que ele não tinha um.
Os jovens vão se conhecendo e essa sede e desejo do mal de Cristiano vai ficando de lado com o passar do tempo e dando lugar à uma amor nunca antes sentido por ele e por ela também. Será esse o fim de Raquel? Ou o fim de Cristiano? Ou de ambos?

Muitas passagens do livro são bem fortes, como quando os demônios se manifestam e tem suas narrativas, confesso que ficava arrepiada de medo com os diálogos dos demônios. A narrativa é intercalada entre Cristiano e Raquel em capítulos alternados, alguns capítulos achei a autora repetitiva, acredito que não precisava descrever toda a cena novamente com a visão do outro protagonista, algumas necessárias, outras ficaram repetitivas. Há passagens cômicas também, Cristiano tem um humor que contagia o leitor com suas tiradas sarcásticas(até com ele mesmo) sobre os evangélicos e a situação que se encontra.
O livro traz muitas reflexões sobre o que é uma família de verdade, que nos apoia e ajuda quando realmente estamos precisando, e não só família de sangue, mas amigos e conhecidos que fazem grandes diferenças quando estendem suas mãos quando estamos na beira do precipício.

Uma estória de amor sublime e platônico, que irá deixar o leitor ansioso pelos próximos capítulos, trazendo também muita reflexão sobre sua vida espiritual e como está sua comunhão com Deus, será que vale a pena momento de certo prazer em detrimento a sua ligação com o Pai do céu? Leia o livro e tire suas conclusões. Muito recomendado.

Quote:
“Deus é um Pai maravilhoso e deseja abençoar a vida de seus filhos. As tribulações surgem para nos fazer crescer, para moldar nosso caráter, nossas imperfeições, e eu tinha certeza absoluta de que, no momento certo, essa tribulação emotiva cessaria em minha vida. Eu continuaria crescendo obediente e buscando a Sua presença, Deus faria o melhor para mim.” Pág.: 216

Quer saber mais sobre o Desafio? Clique AQUI

Nenhum comentário:

Postar um comentário