domingo, 7 de dezembro de 2014

Resenha: Conquista, J. C. Reed Livro #2

Brooke esta devastada pelo rumo que sua vida teve desde que foi revelado que Jett tinha traído sua confiança, porém outras opções podem dar a chance que Brooke queria para esquecê-lo, mas será que ela realmente pode fazê-lo? E jett está disposto a perdê-la para sempre?

A narrativa da Reed continua bem fluída e recheada de sensualidade e até cômica. Nesse segundo volume da série, Brooke embarca numa nova situação na Itália e claro que Jett não iria deixa-la assim tão fácil.
A protagonista continua a mesma, acredito que ela não amadureceu muito, embora tenha dado uma chance para um relacionamento no livro anterior, ela meio que se retraí com medo de se ferir mais uma vez e claro que a presença de Jett não facilita nada pra ela. O que gosto nesta personagem são as divagações dela, ela pensa muito sobre ela e seus dilemas que fica interessante na leitura, quem nunca se pegou sonhando acordada? Ou até filosofando e fazendo piada de seus conflitos? Podemos esperar isto de Brooke, é um jeito peculiar dela ser.
Nesse livro ficamos sabendo mais do passado do protagonista, que faz com que o leitor entenda o porquê de suas atitudes e decisões. Como leitora gostei muito como a autora aproximou novamente esses dois personagens(Jett e Brooke), fazendo-os serem honesto um com o outro que é a base de um relacionamento.
Tem um mistério que envolve a estória de Jett e Brooke, mas a autora não se prendeu a isto, que pra mim foi um ponto negativo, porém acredito que seu foco nesse segundo livro é a redenção de Jett e sua tentativa de trazer Brooke de volta para ele.
A melhor amiga de Brooke, Sylvie volta neste livro com um novo affair, e claro as tiradas bem divertidas e engraçadas são dela. Ainda muito sagaz e bem inteligente, Sylvie é uma coadjuvante que se destaca durante a narrativa.

Não espere muito desenvolvimento do mistério que cerca essa estória, pois neste livro o que se destaca são os relacionamentos. Um bom livro de entretenimento e para quem acompanha a série.

Quote:

“Se há uma coisa que eu posso dizer sobre Sylvie, é que seu gosto para homens é bem parecido com o meu: péssimo. E tendo em vista que eu tinha chegado ao fundo do poço, só rezava para que minha amiga não estivesse tentando me superar.” Pág.: 43

Nenhum comentário:

Postar um comentário