quarta-feira, 30 de setembro de 2015

Desafio LE #05: Antes de Dizer Amém, Max Lucado

Neste livro Lucado nos mostra o poder da oração, mesmo ela sendo simples, porém honesta, sincera e humilde, alcança aos céus.

Por meio de experiências pessoais e trazendo vários relatos da bíblia, o autor explica a relevância da oração contínua, e mesmo você a achando simples ela chega à Deus, quando o fiel deposita na oração toda sua fé, esperança e principalmente adoração e honestidade em cada palavra. Max Lucado admite que nunca foi bom em oração e mesmo com todos os seus livros, palestras, cultos que são excelentes, ele reconhece que nunca foi bom na oração, aí você se pergunta como este autor tão bom com palavras pode ser um desastre na oração, no livro você entende suas razões e junto com o Max você aprende os segredos da oração que por mais simples que seja é uma forma poderosa de adoração à Deus.

O livro mostra diretrizes para todo servo adorador que quer se aprimorar ou até mesmo começar a fazer uma oração extraordinária. Lembrando que não é um guia que você tem que seguir exatamente igual, o autor pela inspiração divina, te orienta a fazer uma oração verdadeira, lembrando que o fundamental é ter um coração adorador, uma vida santificada e intimidade com Deus. No final do livro você encontra um guia de estudo sobre a oração por Jenna Lucado, cheio de exercícios e referências bíblicas.

Um livro que reforça a importância da oração e que não precisa ser um letrado ou um grande orador para se chegar a Deus, e sim mostra que o mais simples dos homens pode chegar aos ouvidos do Senhor com o coração puro, vida santificada e simplicidade. Livro recomendado.

Quote:

(Depois de ficar muito nervosa num recital, a filha de Max Lucado trava e não consegue fazer uma apresentação perfeita):
“Aquilo foi o suficiente para mim. Denalyn e eu a abraçamos com carinho. Se um abraço pudesse acabar com a vergonha, aquele teria acabado. Naquele momento, eu lhe daria a lua. E tudo o que ela disse foi: ‘Oh, papai’.
                A oração começa aqui. Ela começa com um sincero e honesto ‘Oh, papai’” Pág.: 26

Nenhum comentário:

Postar um comentário