segunda-feira, 18 de maio de 2015

Resenha: Fingindo, Cora Carmack

Cade não estava nos seus melhores dias, sem emprego, sem a mulher que amava, sem perspectivas. Num café da manhã que poderia ser o inferno ele a avistou!! Com seus cabelos coloridos e tatuagens ele não conseguia tirar os olhos de seus movimentos.

Esse é o segundo livro da série da Cora Carmack, e não necessariamente  você tem que ler “Perdendo-me” para poder ler Fingindo, porém você fica sabendo o final do primeiro livro. Nesse livro temos a estória de Cade o melhor amigo da Bliss, ele irá conhecer a Max uma moça muito bonita de uma beleza bem exótica e que esta meio perdida em confusões e mentiras que ela mesmo criou. Será Cade resgatá-la deste mar de sofrimento? Ou Max é quem irá tirá-lo desta maré de solidão?

Max esconde muitos segredos, principalmente de sua família, ela fingi ser a menina de ouro que seus pais sempre sonharam que ela seria. Uma tragédia marca uma fase de sua vida para sempre, e sem saber lidar com essa estória ela acaba se atrapalhando e perdendo-se em meio a tudo isso. É aí que entra Cade Winston, um bom garoto que também tem sua vida marcada de perdas dolorosas, cicatrizes que nunca cicatrizaram e seu escape para a dor foi o não se importar. Então por um pequeno empurrão do acaso a menina furiosa se envolve com o menino de ouro.
A relação do casal de protagonistas é meio tensa por várias razões, mas a principal é que os dois estão sempre fingindo, e em se ajudando estão tentando viver a vida da melhor forma possível. Com bom humor a narrativa é conduzida com maestria, situações bem divertidas tiram algumas risadas durante a leitura. Embora os protagonistas serem bem distintos um do outro, eles tem química e são muito fofos juntos, principalmente Cade com sua gentileza e ternura. Max, com toda sua sutileza de um elefante, ela tem seus momentos de doçura.
Apesar de algumas partes cômicas, acredito que o livro tem mais dramas, traumas que aconteceram com os personagens que te faz refletir sobre como agiria numa situação dessas. Mas a mensagem é clara, a verdade é sempre a melhor opção, por mais dura e triste que seja.

A autora traz também cenas bem sensuais e sexys, porém seu foco maior sempre foi amadurecer seus personagens, sendo quem realmente é, e lutando pra fazer o que gosta e ser feliz. Um romance jovem que prende o leitor até o final do livro.

Quote:
“Pela primeira vez em muito tempo, talvez desde Alex, eu não e sentia tão sozinha.” Pág.: 137

Nenhum comentário:

Postar um comentário