segunda-feira, 30 de março de 2015

Resenha: Tensão, Gail Mchugh


Emily Cooper se ver ansiosa, mas apavorada pela nova vida que terá após a morte da mãe. Ela se muda para cidade e vai morar com uma amiga. No seu primeiro emprego uma paixão irresistível surge e ela se vê presa a este homem arrebatador, porém ele não é seu namorado.

Eu nunca tinha lido nada desta autora e criei uma certa perspectiva na leitura, embora o enredo não me empolgou muito, mas ouvi falar que a autora é muito boa e acabei dando uma chance ao livro. A narrativa é de muito sentimento e profundidade, eu realmente senti toda a “tensão” proposta pela leitura. Não é um livro fácil de ler, pois a autora aborda temas que podem incomodar e bastante o leitor, na metade do livro realmente pensei que não iria gostar e cogitei a possibilidade de abandonar um pouco a leitura, não que a narrativa não seja fluida porque ela é, para mim foi difícil ler o dilema da protagonista, suas ações e principalmente os assuntos abordados pela autora.
Emily é uma boa moça de uma cidadezinha que vai para Nova York, lá com muitos sonhos ela tenta viver, embora ainda muito abalada pela morte de sua mãe. Ela tem um namorado, Dillon, que a ajudou bastante em todo o processo com a mãe de Emily. Porém esse seu “suporte” para Emily se torna um peso muito decisivo para a protagonista em suas escolhas. Dillon é um personagem bastante manipulador, egocêntrico e dominador, de inicio você até gosta dele, mas em conhecer mais dele, todo o encanto de outrora se desfaz. E aí é que começa o incômodo na leitura, o quanto Emiliy se atrapalha em suas decisões e como esse cara a manipula. Eu sinceramente tive muita vontade de bater na protagonista, mas ao mesmo tempo entendia toda sua angustia e seus motivos para agir desta maneira, não que concordasse com certas atitudes de Emily, mas entendi boa parte de seus dilemas e ações.
Então aparece na estória: Gavin, que é amigo de Dillon, mas que antes de saber quem Emily era já estava fascinado pela garota de olhos verdes que o desconcertava e encantava. Por ser muito determinado e teimoso ele investe em Emily e nessa tórrida paixão, mas claro ele tem sentimentos e sabe respeitar na medida do possível, afinal somos todos humanos. Gavin é um personagem apaixonante, embora tenha esse ar prepotente e cafajeste de ser, ele é um bom homem de um imenso coração e seguro de si. Em nenhum momento tive raiva deste personagem, a cada página me apaixonava pelo jeito, decisões e atitudes de Gavin.

Uma leitura sem muitas pretensões, mas que te traz temas bem polêmicos e atuais, leitura que incomoda um pouco e que te faz refletir sobre pessoas que agem e sofrem com esse tipo de pesadelo psicológico. É claro que não pode deixar de faltar cenas bem sexy's, quentes e muito sensuais, os protagonistas realmente tem química. Indico essa leitura, mas que leia desencanado e de mente aberta.

Quote:
“Ela está em algum lugar por aí, meu filho, e quando você a encontrar, saberá no instante em que a vir. Ela atrairá todos os seus instintos. Sem o menor respeito pela ordem natural das coisas, ela simplesmente ... vai aparecer.” Pág.:52


Nenhum comentário:

Postar um comentário