segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Resenha: Manhã de Núpcias, Lisa Kleypas

Leo depois de passar por uma tragédia na sua vida, resolveu viver como se não houvesse amanhã e se entregou a uma vida de devassidão e promiscuidade. Como sempre foi da alta sociedade e homem, suas indiscrições foram abafadas, porém o tempo passou suas três irmãs casaram, mas ele prometeu nunca se casar, pois o amor é algo perigoso e doloroso. Sendo dono do título de Lorde Ramsay, há uma condição para ele permanecer como tal e continuar como dono de Ramsay House, ele terá que se casar e ter um filho no prazo de um ano. Embora a família Hathaways esteja vivendo muito bem, não querem perder esta propriedade que acabaram de restaurar e essa linda herança de família. Será que agora Leo Hathaway tornará um homem de respeito e bom marido? Quem será a felizarda?

A escrita da Lisa Kleypas, está deliciosa e muito envolvente. Minhas expectativas para o livro de Leo, o irmão cafajeste que muito amamos, foram superadas. È certo que fiquei apreensiva, pois criar muitas expectativas de leitura muitas vezes desaponta, mas Kleypas conduziu uma narrativa bastante fluida, sagaz e muito divertida, com um desfecho muito satisfatório e uma jornada cativante.

O protagonista Leo tem sua estória construída desde o primeiro livro “Desejo à Meia-Noite”(resenha AQUI),e a cada livro ficamos sabendo cada vez mais de sua personalidade libertina e o que levou a tudo isso. Sua trágica estória de amor, que causou traumas que julgava-os insuperáveis até conhecer Catherine Marks. Cat é a governanta contratada por Amélia no segundo livro da série “Sedução Ao Amanhecer”(resenha AQUI) para cuidar de suas irmãs Beatrix e Poppy, tornando-as damas da sociedade e para que elas fizessem bons casamentos, de início não sabemos nada desta protagonista, até toda sua estória ser revelada em “Manhã de Núpcias”. Eu já tinha gostado dela desde que apareceu, seu jeito recatado e polido de ser, escondia uma alma bem amargurada e cheia de segredos. Ela nunca se deu muito bem com Leo, os dois vivem como cão e gato desde o início, mas este ódio e briga gerou uma grande tensão sexual entre os personagens, culminando numa química perfeita.

Um livro muito empolgante do início ao fim, o leitor se apaixona por estes dois protagonistas que “entre tapas e beijos”, descobrem o verdadeiro valor da família e de um relacionamento com alguém que se ama. Livro recomendado e ansiosa para o próximo volume da irmã caçula: Beatrix, a qual sempre mete toda família em várias situações embaraçosas, por sua paixão por animais.

Quote: 

“E agora Catherine compreendia quão Cam se provara certo. Nenhum dos Hathaways jamais seria como os frequentadores da sociedade londrina, e nem ela queria que fossem.” Pág.: 78

Nenhum comentário:

Postar um comentário