domingo, 8 de junho de 2014

Momento Romance de Banca #11: Um Lugar para o Amor, Sherryl Woods

Ryan Devaney nunca deixa ninguém se aproximar muito dele, ele não quer machucar ninguém e muito menos se magoar, por isso decide ficar solitário. Quando Maggie chega com seu jeito atrevido e sem temer a nada, Ryan se vê atormentado por esta linda moça que começa balançar seu mundo.

A narrativa é bem fluída e o relacionamento vai amadurecendo com os personagens.
Maggie O’Brien se sente atraída logo que se encontra com Ryan, ela é uma mulher que a todo custo mantem sua independência, mesmo com sua família super protetora. Aos poucos com seu jeito meigo e doce ela vai ganhando espaço no coração de Ryan, ela não tem medo de se entregar, de ser feliz e luta para conquistar sua felicidade.
Um personagem bastante teimoso, chato e solitário é o nosso protagonista da estória. Ele tem suas razões, quando pequeno foi abandonado pelos pais e seus irmãos foram para lares adotivos diferentes, separando a família por completo. Mesmo sendo tão pequeno na época Ryan assume a responsabilidade para si de ter deixado essa tragédia ter acontecido, é meio infantil pensar assim depois de tanto tempo, porém com seus 30 anos ele enxerga desta maneira e sofre muito por causa disso.
Quando Maggie entra no seu bar, eu senti como se um raio de sol iluminasse a escuridão dos dias de Ryan, ela tem uma vivacidade tão radiante que você se vê envolvido na leitura com tanta ternura que esta personagem transmite. Ela é bem obstinada, quando está certa de algo defende e corre atrás até o fim, e foi o que mais gostei nessa personagem queridinha.

A autora traz a questão do valor familiar, da união entre irmãos, de como certas atitudes podem destruir uma família e como pequenas atitudes todos os dias podem reunir essa família. Neste romance a Sherryl ensina sem pressa que um passo de cada vez alivia a dor e chegamos mais próximos da felicidade que nos foi negada um dia. Romance mais que recomendado!!!!

Quote:
“Cruzou o escritório e se agachou ao lado da poltrona, Apesar de suas boas intensões, não conseguiu resistir e esticar a mão e lhe afastar uma mecha de cabelo do rosto, detendo-se para sentir o calor da sua pele sedosa sob seu toque.

 - Maggie? Pág.: 83”

Nenhum comentário:

Postar um comentário