segunda-feira, 1 de junho de 2015

Resenha: O Príncipe dos Canalhas, Loretta Chase


Sebastian Ballister é o grande e perigoso marquês de Dain, conhecido como lorde Belzebu: um homem com quem nenhuma dama respeitável deseja qualquer tipo de compromisso. Rejeitado pelo pai e humilhado pelos colegas de escola, ele nunca fez sucesso com as mulheres. E, a bem da verdade, está determinado a continuar desfrutando de sua vida depravada e pecadora, livre dos olhares traiçoeiros da conservadora sociedade parisiense. Até que um dia ele conhece Jessica Trent... (Fonte: Skoob)


Loretta Chase é uma autora que até então não conhecia e virou minha “Diva dos romances” com sua estreia pela Editora Arqueiro. Seu romance histórico é bem desenvolvido e bem ambientado na época que segue a estória, a autora consegue levar o leitor para aquela época, há muitos anos atrás, e faz você se apaixonar pela leitura.

O protagonista principal que mais parece um vilão do que príncipe encantado, me fez sentir amor e ódio numa mesma frequência, porém não pude deixar de me apaixonar pelo Sebastian, embora a teimosia e senso de humor negro dele me deixaram com raiva do personagem. Ele sempre acostumado com o olhar desagradável que sempre lhe eram direcionado, sempre desconfiando quando alguém tentava ser amável. Desde criança sabia como o mundo poderia ser cruel e bastante difícil para ele, sabendo se sobressair por sua inteligência e tato com algumas pessoas.
Quando Jessica aparece na cena é para roubá-la, de inicio você se sente cativado por esta protagonista, que pode ser uma flor de delicadeza como também pode ser implacável em defesa de quem precisa e enfrenta até Belzebu quando ama sem reservas. Para sua época Jessica está bem à frente, sempre amparada por sua avó, Genevieve uma mulher excêntrica e bem liberal, Jessica sempre soube se defender e tenta alcançar sua liberdade, embora numa sociedade muito machista.
Apresentado nossos dois protagonistas que vão te arrebatar durante a leitura, dois mundos distintos, mas com sua determinação e força em comum. Aguardem cenas picantes entre Jessica e Sebastian, pois a atração entre esse casal fica bem clara desde o primeiro encontro.

Depois de certo tempo dos protagonistas se conheceram melhor, acham que seria melhor se evitarem, porém alguns escândalos acontecem e Jessica e Sebastian estão envolvidos, claro que fofocas e mexericos virão todos na direção de Jessica que tem sua honra abalada, mas não pensem que a mocinha banca uma de coitadinha neste momento ela mostra realmente do que é capaz e resolve a situação da maneira melhor que poderia. Nisto o Marquês de Dain também não vê outra alternativa tomando sua decisão.
Muitas intrigas e mal-entendidos deixam a trama mais envolvente e faz o leitor devorar cada capítulo que lê. Leitura agradável, muito divertida e cheias de momentos tocantes e que emocionam durante a leitura.

Quote:
“Dain correu atrás dela e agarrou-lhe o braço, obrigando-a a parar de andar.
 - Olhe, segure  a sua língua e me escute - avisou ele. - Não sou um dos seus brinquedinhos para ser zombado e humilhado por uma garotinha de meia-tigela que se acha esperta. Não dou a mínima para o que as pessoas veem, pensam ou dizem. Não sou um cavalheiro, Srta. Trent, e não sou gentil. Para o diabo com sua impertinência!" Pág.: 66

Nenhum comentário:

Postar um comentário