segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Resenha: Amor Sem Limites, Abbi Glines

CUIDADO CONTÊM SPOILLERS
E tudo corria bem entre Rush e Blaire, eles caminhavam lindos e fofos para seu “felizes para sempre”, até que a família de Rush contra-ataca e tentam mais uma vez separar o casal, será desta vez?

O livro começa com o casal de protagonistas se preparando para seu casório, mas tudo muda quando a personagem mais detestável de toda a série resolve dá um de seus chiliques e o drama “ninguém me ama e ninguém me quer” que é o gatilho para Rush sai correndo como cachorrinho e como sempre Blaire meiga e compreensiva engole mais este sapo. Eu sinceramente gosto muito do personagem Rush, mesmo sendo badboy ele se dedica a família e é muito apaixonado pelo que ama e gosta. Porém eu acho uma insensibilidade quando ele larga tudo, inclusive Blaire grávida de um filho seu, para socorrer Nan em um de seus ataques de histeria, algumas vezes os surtos dela toma realmente proporções graves, mas ele se esquece completamente da mulher que ama e eu não consigo entender como amar pode ser desse jeito. Bom é realmente a falha característica deste personagem que cativa e aborrece ao mesmo tempo, um jeito bem humano de ser “Rush Finlay”.
Blaire, tem aguentado bem por tudo que passou. Não é fácil esta numa situação tão delicada como ela esta tendo apenas 19 anos e ainda mais grávida. Blaire cresce um pouco no livro, mas sem muitas diferenças, em um determinado momento ela toma uma decisão pensando no bem do filho acima de qualquer coisa que ficou bem evidente seus traços de mãe aflorando, e elevou um pouco sua própria auto estima.

A narrativa da Abbi Glines continua bem envolvente e de uma leitura muito fácil de concluir. É um livro que finaliza a estória da Blaire e do Rush, que agostei como foi encerrado, sem muitas pretensões, não enrolando o leitor, mas satisfazendo os fãs deste casal. Em alguns capítulos a autora insere personagens novos e alguns anteriores com destaque maior dando um gancho para os livros criados para estes até então coadjuvantes. Um bom livro que te faz suspirar com o romance deste casal bem apimentado(com muitas cenas de sexo), refletir um pouco sobre a difícil arte de conviver em família e o valor das amizades.

Quote:
“Sorrindo, quis discordar. Eu não estava nem perto de ser tão perfeita quanto minha mãe. Ela era uma daquelas pessoas especiais que o mundo não vê com frequência.” Pág.: 18

Nenhum comentário:

Postar um comentário