quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Resenha: A Proposta

Emma chegou aos trinta anos e se viu em desespero: “Eu quero ser mãe e tem que ser agora”. Para sua tristeza seu amigo gay, que doaria o esperma desistiu tornando o sonho dela mais distante.
Então ela procura Aidam, o maior mulherengo da empresa, que sempre se mostrou interessado nela. A proposta é feita: Aidam aceita realizar o sonho de Emma, porém ele quer do jeito convencional e não nega que sempre quis ir pra cama com ela.
Claro que nossa heroína aceita, mas ela não esperava as consequências dessa estória que é no mínimo divertida.

A narrativa da autora é super fluída e muito divertida, dei boas gargalhadas lendo a estória de Emma e Aidam. Os personagens são bem clichês do gênero, mas quem não gosta de clichês? E a escritora deu seu toque, fazendo uma leitura prazerosa.
Emma é a típica mocinha certinha que teve suas perdas ao longo dos anos, que quer seguir seu sonho e resolveu não esperar mais por isso. Aceitando a proposta do protagonista, ela deixa de lado suas convenções e com muito pé no chão, sabendo que ele não quer um relacionamento. Aidam é o sexy cafajeste que nos faz odiá-lo e amá-lo ao mesmo tempo, eu tive uma verdadeira relação de amor e ódio com ele. Aidam é um personagem muito cativante e o mesmo pode-se dizer da Emma, tanto que Aidam percebe isso também, fazendo a estória mudar um pouco.

Não é costume eu falar nas minhas resenhas sobre revisão, principalmente ortográfica. Porém não pude deixar passar, foi uma falta de respeito para com o leitor a Editora ter publicado um livro com sérios problemas de revisão. Erros gritantes que me incomodaram bastante. Palavras tão simples que uma pessoa no primário não erraria, e fico muito impressionada como profissionais que são pagos justamente para isso, deixem a desejar. Não sou revisora, mas como falei são erros banais que podiam ter sido retificados com um olhar minucioso e detalhista, e eles se repetem várias vezes ao longo dos capítulos.


A trama traz muitas cenas de sexo, afinal ela quer engravidar, mas envolve também família, valores e costumes antigos que quase não se ver hoje em dia em nossa sociedade. Estes costumes e moral das famílias dos protagonistas, mexem com eles e principalmente com o leitor. A autora mostra dois pontos de vista, do Aidam e da Emma, prendendo o leitor do início ao fim, seus personagens são bem construídos e é interessante acompanhar suas mudanças de comportamento ao longo da leitura em diversas situações. A Emma me passou ser muito madura, sempre soube o que queria. Já o Aidam acredito que tenha muito que evoluí e do jeito que acabou o livro, aguardo a continuação: O Pedido, o qual encerra essa série. Vale muito a pena a leitura sem expectativas e que vai te divertir muito, e claro se emocionar com a estória.

Um comentário:

  1. Como você disse, parece ser bem clichê, mas sendo bem escrito, não vejo nenhum mal nisso. =)

    ResponderExcluir