Páginas

terça-feira, 22 de maio de 2012

Resenha: Amanhã - Quando a Guerra Começou




Ellie e seus amigos decidem acampar no lugar mais questionável da cidade conhecido como Inferno, antes que as aulas comecem. Depois de alguns dias de diversão e muitas descobertas, os garotos regressam para casa e percebem que há algo mais drástico acontecendo do que um ermitão homicida perdido... Agora, um inimigo desconhecido domina a cidade e eles lutam para sobreviver.


Os locais descritos no livro poderiam ser encontrados em qualquer lugar da Austrália (Segundo o autor, apesar dele falar que os locais do livro são fictícios) e a trama se passa nos anos 90. Há um mistério sobre o inimigo... E nem um momento o autor dá a identidade dele(s), apenas algumas poucas pistas. Creio que isso se tornará mais claro nos próximos livros. Quem são eles? Por que atacaram? O que querem? Esse é o grande trunfo do livro. 


Os capítulos são narrados em 1ª pessoa na perspectiva da Ellie, e por muitas vezes ela mistura sua opinião e sentimentos na narrativa (Conta em forma de “diário”). Em alguns momentos isso é até hilário, ela é uma pessoa muito “sincera” (sim, há humor nisso!). Amanhã – Quando a Guerra Começou é um livro que fica difícil de largar e as poucas 256 páginas passam rapidamente. É um enredo diferente e original, com aventuras e ação e uma dose de romance e humor para completar.

Só não gostei muito do desfecho e de como ficou incompleto o final. Como se tivesse faltando algo, parado na metade. Eu diria que é um livro bem introdutório (Como todo 1º livro de série). Felizmente, minhas considerações finais foram positivas e não vejo a hora de ler o segundo volume!

OBS.1: Amanhã não é uma distopia.
OBS.2:  A diagramação e a ilustração na capa estão lindas! A Editora Fundamento sempre manda bem nos seus livros nesse quesito. 
OBS.3: Sim pessoal, existe um filme baseado no 1º livro. Eu ainda não vi, mas pelo menos achei a Ellie parecida com o que tinha em mente... Abaixo segue o trailer: 


A Ellie do filme

8 comentários:

  1. Larissa, eu tenho muita vontade de ler esse livro, já vi o trailer do filme, e achei bem legal. Espero que a narrativa em primeira pessoa funcione comigo, já que geralmente eu não gosto. As capas e diagramação da Fundamento sempre são muito boas, e a dessa série ficou muito legal.

    ResponderExcluir
  2. Larissa, eu não sou muito fã das capas da Editora Fundamento, prefiro as americanas. Se fosse pelas capas realmente nunca leria um livro..XD
    Mas como já vi tantas resenhas positivas e a sua é duma dalas, já coloquei na minha infinta lista de desejados!

    Mega cheiros!

    ResponderExcluir
  3. Lariiiiii, eu tenho esse livro, mas ainda não li! Espero fazê-lo logo! Gosto da diagramação e o enredo parece ótimo!

    Adorei a resenha!

    =)

    ResponderExcluir
  4. Li essse livro em ingles,pq amei a capa! e realmente o livro é muuito muuuito boom! gosteei bastante (:!

    http://leramorbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. adriana medeiros5 de junho de 2012 14:42

    Apesar de vc ter afirmado que o ivro não é uma distopia, ele me lembrou muito "Feios".
    Fiquei curiosa e fui pesquisar, descobri q foram lançados 7 livros ( e eu q não conhecia nem o primeiro...). Nos resta esperar pelo lançamento do filme aqui no Brasil.

    ResponderExcluir