terça-feira, 28 de março de 2017

Bloomwood em Hollywood

Livro: Becky Bloom em Hollywood
Autora: Sophie Kinsella
Gênero: Chick-Lit/Romance
Editora: Record
Ano: 2015
Págs: 560
Sinopse: Los Angeles, reduto das celebridades mais famosas do mundo, de estilo de vida enlouquecedor e perdulário, cenário perfeito para que Rebecca Brandon (ex-Bloom) possa realizar suas fantasias mais glamorosas. E é para lá que ela e a família vão quando seu marido Luke é contratado para cuidar da carreira da famosa atriz Sage Seymour - e para Becky isso é um sinal de que ela está destinada a ser produtora de moda da badaladíssima celebridade e, quem sabe, também das maiores estrelas de Hollywood. Mas, assim que chega a LA, Becky descobre que sua rotina não será apenas de luxo e glamour. Alicia, uma rival do passado, também está na cidade. E o pior, é a queridinha das mães da concorridíssima pré-escola de Minnie. E o sonho de cuidar do look de Sage parece mais difícil do que ela imaginava. Até porque Luke vive adiando apresentar as duas. Então, por uma manobra do destino, Becky tem a chance de produzir a arqui-inimiga da atriz, e isso pode trazer alguns probleminhas. Pré-estreias, vestidos de gala, muitos paparazzi à sua volta, aulas de ioga e infinitas compras na Rodeo Drive. Claro que isso não acontecerá sem muitas encrencas e confusões. Será que Becky está mesmo perto de conseguir tudo o que sempre sonhou?


Tudo bem. Nada de pânico. Nada de pânico. E assim, começa mais uma aventura da série Becky Bloom, escrita por Sophie Kinsella. Mas, como não entrar em pânico se a shopaholic mais amada e engraçada, está em Hollywood! Sim, Becky nascida Bloomwood, agora Becky Brandon, está na terra da fama, garantindo doses nada modestas de gargalhadas e confusões, no glamouroso cenário de Hollywood!

Desta vez, Becky acompanha seu marido Luke, em uma nova fase de sua carreira profissional; Luke tornou-se consultor de uma badalada celebridade, e este fato é mais que suficiente para gerar insanas expectativas na cabecinha criativa de sua esposa.



Quem conhece a personagem sabe que, previsível e entediante são palavras que nem de longe a descrevem. Pois Becky é luz, simpatia e bom gosto, ou seja, Hollywood é seu sinônimo, um paraíso que abriga oportunidades, que ela não esta disposta a deixar escapar. Com a ideia fixa de tornar-se produtora de moda, uma energia vibrante e uma vontade inabalável, nossa especialista em compras, se envolve nas mais inusitadas situações.


A narrativa tem como foco, as extravagâncias consumistas de Becky, suas investidas para tornar-se famosa e reconhecida, a visita de sua melhor amiga Suze, que viaja de férias para Los Angeles com sua família, a possível reaproximação de Luke e sua mãe Elinor, e um iminente segredo guardado por seu pai desde a juventude, ou seja, a trama esta recheada de acontecimentos no melhor estilo Bloomwood inacreditável de ser.

O ponto forte da história é a comédia. Do início ao fim, você se depara dizendo: Não! Ela não fez isso! Ai meu Deus! Que vergonha! Porque são tantas as proezas de Becky, que é preciso tomar fôlego pra rir! O que por sua vez, torna a leitura leve, rápida e empolgante. Uma obra repleta de surpresas e reviravoltas, com passagens dignas de reconhecimento.

Por exemplo, a cumplicidade e amizade de Becky e Danny, agora um rico e famoso estilista, mas nem por isso menos presente, peculiar e irreverente, sempre disposto a ajudar a amiga, sem levar em conta a distância, ou os esforços empregados para isso. Suze e Bex, também protagonizam muitas cenas cativantes, mesmo quando brigam, as duas nos lembram o valor de uma companhia que nos anime e conforte, de alguém que conheça o nosso melhor e o pior, e que nos enfrente, na tentativa de nos proteger, de si mesmos.


Luke, também foi uma feliz surpresa. O personagem, que a princípio pode parecer distante e viciado em trabalho, revelou-se o marido mais compreensível e paciente. Por vezes ele apoiou as invenções da esposa, mostrou-se caloroso e amoroso ao tentar abrir seus olhos, além de ser um pai carinhoso e dedicado e um profissional ético e pé no chão. Apesar de algumas vezes Becky não merecer, Luke agia da maneira mais Ownt <3, deixando claro seus valores e o seu amor por a família.


Merecem destaque também, as hilárias cartas e emails recebidos por Becky, em resposta aos seus inúmeros devaneios. As correspondências são um toque sutil e bem humorado, e revelam por onde andam os pensamentos da protagonista.

Bem, quase tudo me agradou nesta leitura, mas um ponto não correspondeu ao que esperava. Como de costume, sabia que a protagonista de Kinsella, se perderia. Acontece que Becky, é daquelas que precisa ver, para crer. No entanto, alguns momentos foram realmente exaustivos; seu desejo irrefreado por fama é a principal fonte dos aborrecimentos, pois devido a isto, magoa e se torna relapsa com aqueles que mais ama, agindo de forma fútil e egoísta, traindo sua característica mais positiva, seu coração altruísta.


Com isso, não digo que Becky se torna má, jamais! Apenas, age de modo muito impulsivo, mesmo sabendo que está errada. Apesar de tudo, Becky exala um encantamento, capaz de espalhar sopros de vivacidade por onde quer que passe, modificando a vida das pessoas, tornando o impossível, possível, e uma leitura leve e despretensiosa, em uma bonita lição.

Ahhhh lembrando que Becky Bloom em Hollywood em seu desfecho nos deixa com um mistério, abrindo gancho para a continuação das aventuras em Becky Bloom ao Resgate oitavo livro da série.

Terminam por aqui as minhas impressões, lembrando que preferi salientar, os pontos que mais me chamaram atenção, pois se fosse englobar tudo seriam necessários inúmeros caracteres rsrsrs. O livro é recomendado, não apenas aos fãs da série, ou do gênero. Mas também, aos desejosos de fôlego, alto astral e experiências novas, livre de cobranças!


Nenhum comentário:

Postar um comentário