quarta-feira, 5 de abril de 2017

Resenha: Escândalos na Primavera, Lisa Kleypas

Sinopse:
Daisy Bowman sempre preferiu um bom livro a qualquer baile. Talvez por isso já esteja na terceira temporada de eventos sociais em Londres sem encontrar um marido. Cansado da solteirice da filha, Thomas Bowman lhe dá um ultimato: se não conseguir arranjar logo um pretendente adequado, ela será forçada a se casar com Matthew Swift, seu braçaisy Bowman sempre preferiu um bom livro a qualquer baile. Talvez por isso já esteja na terceira temporada de eventos sociais em Londres sem encontrar um marido. Cansado da solteirice da filha, Thomas Bowman lhe dá um ultimato: se não conseguir arranjar logo um pretendente adequado, ela será forçada a se casar com Matthew Swift, seu braço direito na empresa.

Daisy está horrorizada com a possibilidade de viver para sempre com alguém tão sério e controlador, tão parecido com seu pai. Mas não admitirá a derrota. Com a ajuda de suas amigas, está decidida a se casar com qualquer um, menos o Sr. Swift.

Ela só não contava com o charme inesperado de Matthew nem com a ardente atração que nasce entre os dois. Será que o homem ganancioso de quem se lembrava era apenas fachada e ele na verdade é tão romântico quanto os heróis dos livros que ela lê? Ou, como sua irmã Lillian suspeita, o Sr. Swift é apenas um interesseiro com algum segredo escandaloso muito bem guardado?

Fechando com chave de ouro a série As Quatro Estações do Amor, Escândalos Na Primavera é um presente para os leitores de Lisa Kleypas, que podem ter certeza de uma coisa: embora as estações do ano sempre terminem, a amizade desse quarteto de amigas é eterna. Fonte: Skoob

 
Não é novidade que Lisa Kleypas é minha diva dos romances de época. Com maestria ela cria enredos empolgantes, insere culturas diversas e sabe criar personagens masculinos apaixonantes. A narrativa da autora sempre flui maravilhosamente bem, não é a toa que comecei o livro de manhã e só larguei às 3hs da madrugada, finalizando a leitura. Por ser o último livro da série “As quatro estações do amor”, fiquei com receio, mas minhas expectativas foram totalmente atendidas.

Neste quarto livro da série a autora apresenta a Daisy, última mocinha do grupo que precisa se casar, e aos 22 anos depois de temporadas sem sucesso em Londres, ela não consegue encontrar um pretendente londrino e nobre. Sendo bem excêntrica a norte-americana, Daisy se ver as postas de ser mandada de volta para EUA por seu pai, por não encontrar um marido nobre. Mas então chega da América o antigo empregado de seu pai, na verdade braço direito do Sr. Bowman: Mathew Swift, que anteriormente Daisy não suportava, mas ela já não o ver com tanta aversão atualmente.

Um dos melhores personagens da série é o Mathew Swift, ele tem ambição na medida certa e um senso de honra impecável. Ele sempre amou Daisy, mas nunca se achou digno dela, mesmo porque ele esconde um segredo e tem receio que este possa prejudicá-la. Diante disso, tem homem mais apaixonante? E é por isso que este personagem me cativou desde o início. O mistério em torno dele é revelado no final e foi muito gratificante como a autora conduziu a situação. Em meio a tanta desconfiança, maldade e corrupção que vivemos atualmente neste século 21, a autora me fez lembrar como era antigamente em que se tentava ao máximo acreditar no melhor das pessoas, nas mudanças para o bem, em que vale a pena acreditar nas pessoas e elas não te decepcionavam na maioria das vezes. Tal fato traz um certo brilho de esperança na humanidade e refletir que já fomos melhores.

O desfecho foi bem rápido, a solução também, para mim não prejudicou em nada porque a autora optou pela forma direta de conclusão, sem tanto “dramalhão” e sem enrolação. Série maravilhosa, que indico muito para leitores do gênero e para os românticos de plantão.

Quote:
“Sempre que você faz algo de bom ou faz alguém sorrir, isso dá sentido à sua vida. Nunca duvide de seu valor, minha cara. O mundo seria um lugar triste sem Daisy Bowman.” Pág.: 13

Nenhum comentário:

Postar um comentário