Páginas

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

A breve segunda vida de bree tanner (uma história de eclipse)


Bree é uma vampira recém-criada (new born), que é relatada no terceiro livro da saga "Crepúsculo" - Eclipse.
            No livro da saga Bree é pouco mencionada (é a sua morte pelos Volturis) pois o ponto de vista é o de Bella. Mas esta personagem foi de importante criação para a autora, tanto que, ela resolveu fazer um livro todo narrado pelo ponto de vista de Bree.
            Este livro começa anunciando os ataques em Seatle e Bree imaginando o quanto Riley ( o chefe do bando) ficará irritado por seu exército está se expondo. Nesta narrativa também são descritos alguns personagens não conhecidos como: Diego (uma amigo muito próximo de Bree), Fred ( um vampiro novo de poucas palavras e amigos), Rauol ( uns dos lideres dos grupos, o qual Bree não o suporta), dentre outros, que Bree descreve suas personalidades e comportamento. O curioso é que Bree chega à ser uma recém-criada esperta e que com o tempo poderia se torna uma do clã dos Cullens.
            Esta vampira recém-criada narra todo o cotidiano de um vampiro inexperiente a sede, as frustrações, os limites e medos, passando até por um envolvimento amoroso e de amizade. Ela desvenda todo o esquema de Riley e Victória para destruir "Os Cullens" chamado por ela "os vampiros dos olhos amarelos".
            Surpreendeu-me pelo livro não ter capítulos, ela passa da introdução e se inicia a história, interessante. Gostei de Stephenie ter descrito como é a vida de uma jovem vampira mostrando seus detalhes. Confesso que tem partes "chatas" que quase me fizeram desistir da leitura, mas continuei e gostei muito do desfecho que encaixou perfeitamente com o livro 3 "Eclipse" e o filme. Pena que foi curto, acho que por isso eu esperava mais, pois os livros de Meyer são pra lá de 300 páginas e este teve apenas 191.
            Vale à pena ler, isso se você gosta dos vampiros desta autora, que são uma nova descrição destes seres sombrios tão falados em histórias de terror  de longa data. Não vou dizer que morro de amores, mas gostei da narrativa, desta mudança que Stephenie fez nestes personagens.
Trecho do livro:
"...porque podia sentir o calor sob a pele da mulher, ouvir sua pulsação latejando bem perto da superfície.
            Ela abriu a boca para gritar, mas meus dentes dilaceraram sua traquéia antes que algum som pudesse ser emitido. Ouvi o borbulhar de ar e sangue invadindo seus pulmões e os gemidos baixos que eu não conseguia controlar.
            O sangue era morno e doce. Aplacava o fogo na minha garganta, acalmava o vazio corrosivo e persistente no meu estômago. Eu sugava e engolia, vagamente consciente de qualquer outra coisa."  pág. 20

4 comentários:

  1. Tenho e já li o livro.

    Achei muito bom (mesmo já sabendo o final. Rs.)

    Não dava nada por ele, mas também amo tudo sobre Twilight, me surpreendi. Gostei muito.

    A Bree me cativou, e eu realmente torci por ela. Queria um final diferente. Mas mesmo assim o livro é de extrema qualidade. A história te ajuda a entender algumas coisas sobre Eclipse, isso me deixou mais feliz ainda com ele.

    ResponderExcluir
  2. Parece ser interessante, e Eclipse deixa uma curiosidade sobre a vida dos recém-criados mesmo, gostaria de ter a oportunidade de ler ele já que é do ponto de vista da Bree e não dos personagens principais da saga Crepúsculo. Muito boa a resenha *-*

    ResponderExcluir
  3. Paula Camargo Souza7 de agosto de 2012 16:55

    Um livro que eu realmente não teria vontade de ler!

    ResponderExcluir
  4. Quase comprei na bienal, estava barato KKK mas preferi comprar outros no lugar. Mas quero ler em breve.

    ResponderExcluir