quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Resenha: O Vampiro Lestat, Anne Rice - As Crônicas Vampirescas #2

Lestat esta de volta e ainda mais sedento, porém neste livro acompanhamos sua trajetória desde antes de se tornar vampiro, digamos que um Lestat mais humano, será?

Sinopse: O romance acompanha o vampiro através dos séculos, sua infância aristocrática, seu desbunde como ator no mundo cênico de Paris, sua transformação em estrela de rock, que enfeitiça milhares de fãs. O leitor conhecerá um charmoso e inquietante Lestat, em busca de um significado para sua existência, que o levará a seus ancestrais e ao elo perdido dos bebedores de sangue. (Fonte Skoob)

A autora tem realmente o dom para criar personagens fascinantes e estórias intrigantes. Quando li “Entrevista com o Vampiro”(Resenha AQUI ), lembro que a leitura foi bastante fluida e bem contagiante. Neste segundo livro, não posso falar o mesmo, mas vamos por partes.
A narrativa da Rice é bem rica e de início fluiu, porém a partir da página 100 ficou bastante entediante para mim, várias vezes desistia e dormia tentando lê-lo e fiquei intrigada do porquê disso se eu tinha gostado muito do primeiro livro. Na verdade quem mudou foi eu, realmente não suporto mais livros com estórias de vampiros, acho que para mim já deu o que tinha de dar. Confesso que muitas partes do livro foram bem envolvente e tive alguns “medinhos” lendo certas cenas que me assombraram e até aterrorizaram.

Como toda estória de vampiro, há bastante referências sombrias como satã, trevas e toda horda do mal e nesse ponto o livro me incomodou bastante, foi uma leitura que não consegui ser imparcial nesta questão, não conseguindo colocar de lado minha religiosidade e crenças. Devo dizer que na minha opinião, o livro me feriu como religiosa, talvez tenha sido a intenção da autora em provocar, que se foi, realmente surtiu efeito sobre mim e abandonei esta série das Crônicas Vampirescas, parando no segundo livro. Lembrando que são questões pessoais minhas, não que o livro seja ruim.


Falando sobre o enredo, que é muito rico e com muitas estórias e detalhes que fazem muito sentido para quem leu o primeiro livro. Neste segundo volume Anne Rice nos revela estórias dos vampiros mais poderosos, destrinchando seus personagens bem marcantes e inigualáveis.
Lestat é e continua sendo o melhor personagem de vampiro já escrito, ganhando até do Drácula a meu ver. Ele está mais sarcástico e como não poderia deixar de ser mais terrível. Acompanhar todo seu processo de se tornar vampiro é realmente envolvente e muito bem desenvolvido. O que gostei muito de ler foi a relação que Lestat tem com sua mãe e como este vínculo influenciou este personagem e várias decisões e seu comportamento.
Gostei de saber das origens de Armand, mas sinceramente achei ele um personagem ultra chato e suas lamurias numa determinada cena entre ele e Lestat foi de uma leitura arrastada e muito entendiante.

Lestat continua a surpreender e apaixonar, só que mais impiedoso, debochado e terrível, livro de qualidade para quem gosta do gênero, e muito bem escrito.

Quote:
“Vindo de todos os contos que li na infância, das velhas fábulas, o nome me ocorreu como algo submerso que se arremessava para a superfície de água escura, irrompendo livre na luz.
-Vampiro! - soltei um último grito desvairado, empurrando a criatura com toda minha força.”
Pág.: 75

Um comentário:

  1. Sua fase, né?!
    Eu gosto muito do livro, mas entendo suas questões.

    Beijos!

    ResponderExcluir